O Dia do Casamento


Postei a "crônica" do dia do meu casamento, lá no casamentos.com.br, mas não curti muito a diagramação de lá. Aqui vou poder colocar gifs e fotos junto com o texto e dar um gostinho mais que especial pra esse dia que foi perfeito. Se você quer ver só os cliques mais perfeitos e incríveis do nosso dia, sugiro que você entre no blog do Gustavo Franco.

Aqui vamos focar nas nossas trapalhadas e loucuras do dia.

No dia do casamento, eu acordei as 4 da manhã, tomada por um pânico que até então não me pertencia. Meu maior medo era cair na entrada da cerimônia, porque o vestido era enorrrrme, e a rampa tinha escada.
Essa sou eu caindo pra morte com o vestido de noiva HUE

Comecei a twittar loucamente, pra extravasar um pouco a ansiedade. Gifs, principalmente.













E qual não foi a minha surpresa, quando o Fe começou a me mandar mensagens nesse horário. Ele também acordou em pânico xD e ficamos conversando até a equipe do Dia de Noiva chegar.

Foi muito engraçado, porque elas chegaram cedo, mas mesmo avisando a minha mãe, ela não se tocou que seria tão cedo assim. Então quando a Marcela e a Re chegaram eu ainda estava tentando colocar alguma ordem na casa, e deixar o café da manhã no jeito. Na verdade chegou a equipe de filmagem ao mesmo tempo, e aí tudo que estava mais ou menos certo descambou pro caos ahahahah. O vestido que passou a noite pendurado no varão da cortina todo lindo e divo, despencou. Aí tivemos que improvisar onde o vestido iria ficar, ou seja, ele ficou deitado no sofá, rs.


O caos
E o tempo estava horrível, uma neblina cinzenta e fria cobria a cidade de São Bernardo.

"-Didi, cadê a Marina?"


E a Marina, nossa cerimonialista, que ficou de passar em casa antes de ir pro Buffet não chegava. Ela precisava pegar o Kit Toilette, lágrimas de alegria e todos os adereços da pista de dança em casa antes do casamento.

O tempo foi passando, e eu fui ficando um pouco inquieta, porque NÉ.






E ela falando comigo, que estava na rua certa, mas não encontrava a numeração. Achei estranho, perguntei como era o lugar que ela estava e nada fazia sentido.



Conclusão, ela estava na rua certa, porém, na cidade errada! 
 
Mas no final deu tudo certo, ela chegou em casa junto com a Mariana e já correram pro buffet.

Eu estava me planejando para chegar lá mais cedo, porque queria escrever na placa de entrada e ficar mais tranquila. Mas a vida não é tão simples assim e é óbvio que eu cheguei atrasada (pero no mucho). Ao longo da manhã, fiquei em contato com a Vanessa, que foi me mandando fotos da montagem, e me avisou que deu tudo certo com o painel maravilhoso que a Agatha Rolim pintou em lousa, do jeitinho que eu queria.

Atrasados, mas pausa pra selfie!  



A cerimônia estava programada para começar as 13h, e eu cheguei no buffet lá pelo 12h30. No carro fomos eu, minha mãe (dirigindo), a Polly (filmagem) e o Gustavo (foto), foi muito engraçado, porque no banco de trás do carro da minha mãe, a ficha caiu de que eu era, enfim, a noiva. Um sentimento de irrealidade absurdo me tomou, enquanto eu me via acenando para crianças em outros carros D:



O mais surreal, é que abriu um baita sol, o céu azul, passarinhos cantando e tudo.

Surreal.

Quando cheguei lá me esconderam na salinha da noiva com o meu irmão, minha mãe e a Dorotéia Maria. Pedi para que a Marina me trouxesse minhas irmãzinhas, porque estava louca para ver os modelitos delas. Aliás, muito importante, o meu vestido, as roupas das daminhas, e os vestidos de metade da minha família paterna foram todos feitos pela minha vó e pela minha tia Julia. Ficou tudo perfeito.



Enquanto eu estava lá escondida na salinha da noiva, fui vendo a galera descer pra cerimônia, tentei dar uma zoada na galera, mas de onde eu estava ninguém conseguia me ouvir. #FAIL


Não conseguimos ouvir as músicas que escolhemos no arranjo do maestro, então eu fiquei muito emocionada quando começou a tocar o tema da "Sociedade do Anel", porque ficou muito incrível. Aí chegou a hora do Fe entrar, e eu vendo tudo lá da salinha.



Fiquei emocionada quando vi meu futuro marido todo arrumado de braço dado com a sogra super orgulhosa. Lembro de pensar: "- SEN OR, como amo esse homem"hsuahsuashuahsaushaus

Tive que voltar pra realidade rápido porque a Dona Bia entrou na salinha pra me explicar como seria a minha parte na cerimônia, aí eu me toquei (lesa), que não ensaiei nada. Sei lá, achava que era só andar no rolê, fui muito desencanada quanto a isso. E meus amigos me dando uma zoada por estar atrasada via whatsapp.

Internamente estávamos GRITANDO
"-Tico, nem acredito que a gente sobreviveu"

 O restante do dia passou num grande blur, a sensação que eu tive é que outra Ingrid assumiu meu corpo, conseguiu descer a rampa da perdição -like a boss- e de quebra conseguiu segurar o Rodrigo, que deu aquela tropeçada básica na hora de descer. Mas é claro que no nosso casamento iam rolar uma pataquada né, porque né, sou dessas.


 Na hora de entrar, fui inventar de piscar pros meus amigos e tropiquei. Quando o Fe veio me interceptar, esqueci que ele tinha que dar beijo na testa e quase dei um selinho. A Valéria, nossa super celebrante, deixou o clima bem humorado, do jeito que a gente quis. Tem fotos nossas morrendo de rir, e era essa idéia, se fosse muito sério não ia ter nada a ver com a gente.

Teve até facepalm no meio do rolê
Vovó aprova <3

Meu momento favorito da cerimonia, foi quando a minha irmãzinha Eloisa desceu com a minha irmã de quatro patas, a Dorothy. A Eloisa toda preocupada em descer a rampa com a Dorothy no colo e a gente se descabelando de medo no altar de ela cair, no nervoso a gente começou a rir muito.


Ficou mais engraçado ainda quando a Dorothy não entendeu que era pra vir pra frente e foi parando pra "cumprimentar", ou seja, dar lambeijos nas pessoas que estavam mais próximas.


E quando elas chegaram no altar que eu não conseguia abaixar pra pegar a Dorothy? hahahahahaha, socorro!

Foi engraçado qdo percebi o drone filmando, tinha esquecido dele e tomei um baita susto quando vi ele decolar. 

Divando com nossas famílias no final do rolê mais certo da minha vida
Migas, ajudem aqui pq não sei lidar com esse vestido
Só convidados de alta garbosidade e elegância :3
Todo mundo chorani de emoçaummmmm



Destruídos, mas felizes :D
Descabelada e moída com as minhas "fadas madrinhas" 
Os magos responsáveis por essas ibagens maravilhosas
Enfim, deu tudo certo! Tocaram todas as nossas músicas especiais, e nós nos acabamos na pista de dança. Tanto que eu nem consegui sair de lá, a galera tava vindo em peso nos cumprimentar lá. Tanto que eu acho que não consegui falar com várias pessoas mais velhas que não ficaram na pista.



Foi incrível passar um dia junto com todas as pessoas que de alguma forma participaram da nossa história. <3

E nas palavras do grande mestre:

".. E aqui descobri o que de fato não procurava, mas, ao encontrar, quis possuir para sempre. Pois está acima de todo ouro e toda prata, e supera todas as pedras preciosas."

J.R.R. Tolkien - Silmarillion - Beren e Luthien


Equipe Gustavo Franco Fotografia: Gustavo Franco e Luiz Felipe / Filme: Ênfase Produções / Local/Buffet: Chácara Recanto dos Sonhos / Assessoria: Contento Festas e Eventos / Celebrante: Casamento Ecumênico / Orquestra: Fortissimo / Vestido: Julia dos Reis e Leonilda dos reis / Cabelo e Make - Marcella Baldoni / Bem-casados: Sol Bem Casados / Arranjo-Sapato: Ateliê Luciléia Aguiar / Roupa do noivo - Marcelo`s Rigor

Ingrid Muniz

Formada em Design Gráfico pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Durante o dia é diretora de arte, mas na calada da noite aventura-se na vida de ilustradora freelancer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário